Dicas Úteis

O banho e a tosa higiênica são tidos como um dos cuidados mais importantes para a saúde e a higiene de cachorros e, quem é responsável por pets caninos, deve ter sempre anotado na agenda esse compromisso mensal. Embora muitos acreditem que ...levar seus cachorrinhos para a tosa com frequência seja uma ação de proprietários que buscam apenas deixar seus amiguinhos bonitos e com o "penteado" em dia, essa preocupação traz muito mais benefícios além do estético, ajudando a manter os cãezinhos livres do acúmulo de sujeira e até de acidentes.
Para algumas raças específicas, como a Shih-Tzu, o banho e a tosa higiênica é um compromisso inadiável, já que, com uma quantidade gigantesca de pelos em seus corpos, os cães de tais raças podem se deparar com diversas situações desagradáveis em função da falta de corte na pelagem.
Venha conhecer nossos serviços.

 

Erro 1 - Dar a sua comida ao seu cachorro durante a refeição:
Dar só "um pouquinho" do que está comendo é um erro comum e prejudicial por vários motivos.
Se a nossa comida já tem um aroma tão convi...dativo para nós, imagine para os cachorros, que têm sensores olfativos muito mais complexos. O nariz humano tem 6 milhões de receptores olfativos, enquanto o de um cachorro tem incríveis 300 milhões. Para eles, a nossa comida terá um cheiro realmente tentador e é difícil resistir aos olhos pidões, acompanhados de súplicas carinhosas.
Você fica perguntando: "afinal de contas, que mal pode haver em compartilhar um pedacinho da delícia que estamos saboreando com o nosso melhor amigo?" * Alimentá-lo com uma comida que, muitas vezes, não é própria para cachorros, mesmo que as julgue saudáveis, pode causar muitos danos à saúde do seu animal. * Além da questão da saúde, existe o fator comportamental, o dono que cede aos latidos, choros e gestos está incentivando esse comportamento desagradável e ainda ensinando que chorar e latir são uma maneira de se conseguir o que quer. Nessa hora, vale ser forte e resistir, pode parecer difícil e até cruel ignorar um cãozinho que implora por só um pouquinho daquilo que você está comendo, mas, acredite, é para o bem dele.

Erro 2 - Escolher a ração errada

No que diz respeito à alimentação dos pets, os erros são sempre cheios de boas intenções.
Existem, no mercado, inúmeras marcas de ração que produzem alimentação específica para vários tipos de condições, d...esde para cães com obesidade até com pele sensível, e um erro tão grande quanto ignorar essas necessidades especiais é diagnosticá-las sem um veterinário competente.
Ler o rótulo de uma ração especial e acreditar que é compatível com alguma necessidade do seu pet pode causar sérios e irreversíveis danos, desde problemas renais, por excesso de sais minerais, até desnutrição, infertilidade e deficiência do sistema imunológico.
CiadasPatas... a melhor companhia para o seu animal!. Ver mais

 

Erro 3 - Dar ossos aos cães e não supervisioná-los

Dar ossos aos cães pode ser perigoso se não supervisionarmos o animal enquanto o mastiga, já que esses alimentos podem virar verdadeiras navalhas.
A grande maioria das pessoas não dá aos ...seus cachorros ossos de galinha, pois estão cientes do risco de quebrarem com ponta, o que pode machucar o animal seriamente, mas não vêem problemas nos outros tipos de ossos. Afinal, nada mais natural do que dar um ossinho ao seu melhor amigo!
Ao mastigá-los e quebrá-los em fragmentos menores, o cão pode machucar a língua, a gengiva e até mesmo os dentes. Esses pequenos pedaços podem ser facilmente aspirados, alojando-se na traqueia, impedindo a respiração e tendo de ser retirados por meio de endoscopia. Em alguns casos, o pedaço de osso pode obstruir o intestino, quadro grave que requer cirurgia.
Caso o seu cãozinho goste de ter algo para mastigar, o osso é uma boa opção, todavia dê-lhe com supervisão.
A dica é ter atenção!

 

Erro 4 - Petiscos

Snacks como recompensa
Com o intuito de agradar e não colocar a saúde do animal em risco, donos optam pelos petiscos para cachorros por acreditarem que são seguros, justamente por serem próprios para o animal, entretanto... não é bem assim. Por serem feitos para cães, os valores nutricionais escapam até dos olhos mais críticos, requerem muita atenção e devem ser consumidos com equilíbrio e em pequenas quantidades.
Ceder aos caprichos de seu cachorro, especialmente no que diz respeito a petiscos fora de hora, pode também resultar em obesidade. O ideal é usá-los como recompensa, para reforçar um bom comportamento.

 

Erro 5 - Deixar o potinho de ração sempre cheio

Deixar o potinho de comida sempre cheio possivelmente encorajará seu cão a comer mais que o necessário, o que pode contribuir para um quadro de obesidade, além de propiciar um inadequado ambi...ente desregrado, sem horários. É importante que cachorros tenham uma rotina.
O pratinho de ração sempre à disposição do animal também se torna um convite bastante atraente para visitantes não muito bem-vindos, como ratos e baratas, o que pode, inclusive, contaminar a comida do bichinho e expô-lo a doenças.
O mais adequado é criar uma rotina, ter um horário certo, de 2 a 3 vezes por dia, para a alimentar o cachorro e, caso ele não coma no momento estipulado, é sinal de que ele simplesmente não está com fome e certamente se satisfará na próxima refeição.
CiadasPatas.com.br

 

 

E para finalizar nossa série "ERRO":

 

Corrigir esses erros é simples
Quando o assunto é a alimentação do seu amigo peludo, devemos sempre considerar sua segurança e bem-estar, evitando dar restos de comida e alimentos que já passaram do pra...zo de validade.
Lembre-se também de que o que é saudável para o ser humano não é necessariamente bom para o seu cachorro. O chocolate, por exemplo, rico em uma substância chamada teobromina, que, para os seres humanos, é altamente benéfica, pode ser fatal para o seu cachorro.
A lista de alimentos que não devem ser dados aos cães é longa.
Ainda com dúvidas? Consulte o veterinário!
CiadasPatas.com... a melhor companhia para o seu animal ! Ver mais

 

 

 

 

Entendendo o que o seu cão quer lhe dizer

O cão elege o dono, e nem sempre é quem lhe comprou ou adotou, ele escolhe a pessoa que inspira respeito e confiança e isso quer dizer autoridade e não violência. A firmeza nos gestos e a firmeza na voz é que o que determinara o respeito, pessoas inseguras passam esta insegurança aos animais e por isto não são respeitadas, postura é tudo para se ganhar o respeito dos cães.
Para o cão, os membros da família, obedecerão um escala de poder e caso ninguém tenha autoridade com ele, será ele quem ira assumir a liderança, não obedecendo a ninguém, e não aceitando ser contrariado e algumas vezes tornando-se agressivo.
Entendendo a linguagem canina:
Resmunga
Quando deixado de lado pela família, resmungará como se fosse um choramingo, pois se sente menosprezado se mesmo assim não derem atenção para o resmungo, acabará latindo para chamar a atenção.
Latido
O cão late para pedir algo como comida e água. Também late quase encontre uma porta fechada que impeça sua passagem. Se sente e vê algum estranho também tem essa reação e por último, quando vai atacar.
Como identificar a causa do latido:
É simples. O latido do seu cão difere de uma situação para outra. Por exemplo:
1)Quando deseja algo:
Neste caso o latido é pausado e tem intervalos grandes. O tom não é estridente.
2)Quando é um alerta:
Se algum estranho se aproxima, os latidos são altos, pois tudo o que ele quer é chamar a atenção do seu dono ou dos familiares. Os latidos são rápidos e insistentes.
3) Quando é de ataque:
O som do latido é alto e ininterrupto. Geralmente o cão além de franzir a cara, arrepiar os pêlos e deixar os dentes à mostra.
Outra identificação fácil é que quando o cão se prepara para o ataque, ele também rosna.
Lambidas
Se o seu cão lhe der uma bela de uma lambida, não brigue com ele, pois ele só está querendo mostrar afeto é como um beijo é a forma que ele tem de demonstrar o amor dele por você. Repare também, que ele lamberá as partes expostas, ou seja, sem roupa, como: rosto, mãos, pés ou pernas.
Fica de barriga pra cima
Esse é o sinal que ele te dá quando está tudo em paz é um sinal de submissão, esta postura é normalmente adotada diante de outros cães para mostrar submissão e aceitar a superioridade do outro e também para mostrar que a liderança é sua, ou seja, do dono ou de quem estiver perto dele.
Cheirar o rabo de outros cães
O cão identifica o outro, através do odor que exala da glândula ad'anal, que existe nessa região. Isso significa somente um "oi" entre eles.
Balançar o rabo com o rabo pra cima
Na maioria dos casos, é sinal de alegria.
Balançar o rabo com o rabo pra entre as pernas
Significa pedido de ajuda, que o animal esta se sentindo acuado e isto pode ser perigoso pois muitos animais em situação de medo se tornam agressivos.
Manter o rabo pra a meio mastro
Significa sinal de atenção.
Dar voltas antes de dormir
As voltas são para orientar o cão em direção ao norte, se ele está no sul.
Uivar
O cão costuma uivar quando está triste e com fome, mas também o fazem quando estão em grupo e quando o tempo está muito quente.
Existe também o uivo do macho chamando a fêmea quando está impossibilitado de estar com ela.
Fazer coco ou xixi nas suas coisas
Nessa situação é porque ele está muito zangado com você e quer que você saiba disso.
Quando urina pelos cantos da casa, geralmente só está marcando território.
Se você reparar, verá que o cão não faz coco perto de onde dorme. Conclui-se que ele não dá um valor positivo às fezes. Por isso mesmo presume-se que se ele faz coco em suas coisas é porque está muito bravo com você.
Mas atenção! Não adianta reprimi-lo muito tempo depois que ele já fez sua malcriação, porque após + - 2 minutos ele nem entenderá porque você está brigando com ele e isso poderá afetar o relacionamento de vocês;
Portanto, seja coerente, com ele, e procure entender suas necesssidades!

CARRAPATOS COMO ACABAR COM ELES?

Para acabar com os carrapatos precisamos conhecê-los melhor para que possamos combatê-los eficazmente.

Primeiramente devemos saber que existem varias espécies de carrapatos diferentes, e varias delas podem ser encontradas nos cães.

Como eles chegam até nossos cães? Eles andam, e podem percorrer distancias significativas para alcançar um hospedeiro, ainda podem chegar de carona como serem deixados nas calçadas por outros animais parasitados ou ainda bastante comumente através de pássaros que vão até a ração dos animais para se alimentarem e podem transportar estes parasitas, por isso um cão que mora em um apartamento, por exemplo, não está livre de acabar sendo parasitado.

 

Ciclo de vida do carrapato

Um carrapato adulto pode colocar milhares de ovos no ambiente e estes em duas semanas, estão prontos para dar origem às larvas estas assim que saem dos ovos procuram imediatamente por sangue. Uma vez alimentada, volta ao solo e muda para a fase evolutiva seguinte que é a ninfa, que procura por mais sangue. Uma vez alimentado, cai no solo e muda novamente, agora para a fase adulta e ai novamente a procura por sangue. Quando estão cheias de sangue, as fêmeas se desprendem do hospedeiro para realizar a postura dos ovos no ambiente colocando milhares de ovos por isso em grandes infestações é impossível acabar com elas sem também relizar o manejo ambiental.

 

Doenças transmitidas pelos carrapatos:

Os carrapatos podem transmitir diversas doenças graves aos cães muitas delas fatais se não diagnosticadas e tratadas a tempo dentre elas a de maior incidência em nossa rotina clinica responsável por considerável percentual dos atendimentos é a Erliquiose popularmente chamada de doença do carrapato, mas também temos outras doenças transmitidas por eles tais com: Babesiose, doença de Lyme, Febre Maculosa, Paralisia do carrapato, algumas destas também podem ser passadas ao homem.

 

Devo remover os carrapatos com as mãos?

A remoção mecânica do carrapato com as mãos não é indicada porque quando fazemos isto na grande maioria das vezes quebramos o aparelho bucal do carrapato deixando na pele o que pode provocar reação alérgica intensa formando feridas nos locais, além do risco de estarmos inoculando às bactérias que ficam no intestino do carrapato na corrente sanguínea quando o apertamos, então devemos ou remover através do auxilio de uma pinça ou somente fazendo o uso de medicamentos carrapaticidas que vão matar os carrapatos fazendo eles de desprenderem espontaneamente.


 

 

Família: um amigo deve levar só alegrias. Antes de levar um animalzinho para casa, tenha certeza de que ele não será motivo de discórdia e brigas. Caso contrário, todo mundo vai sofrer, principalmente ele.

Alimentação: um animal bem alimentadoé um amigo feliz. Forneça alimentos apropriados, de acordo com a espécie e a idade. Mantenha sempre a água limpa e fresca à disposição, retire restos de alimentos do comedouro para evitar a proliferação de ratos, baratas e formigas.

 

Higiene: o cão deve ter abrigo confortável, protegido do sol, chuva e vento. Para evitar algumas doenças, recomenda-se um banho por mês. Já os felinos são animais muito limpos e não precisam tomar banho frequentemente. Lembre-se: todo proprietário deve recolher as fezes de seu animal nas ruas e nas calçadas nos momentos de passeios.

Cuidados Médicos: seu amigo também precisa ir ao médico. Ao desmamar, ele deve visitar o médico veterinário para desverminar e ser vacinado. Os filhotes devem tomar a primeira dose da vacina com 45 dias de vida e os adultos anualmente, com vacinas contra a raiva e doenças infecto-contagiosas da própria espécie. Providencie a vermifugação e vacinação do seu animal seguindo as orientações veterinárias.

Atividades físicas: durante o passeio, utilize sempre coleira e guia. É segurança para o animal e para as pessoas. Se o animal for bravo, utilize também a focinheira e evite agressões.

Não ofereça comida caseira, guloseimas e sobras, pois além de esses alimentos não serem específicos para cães, podem causar distúrbios intestinais, reações alérgicas, deficiências nutricionais e ainda levar à obesidade.

Cuidado: ossos de galinha podem engasgar o seu cãozinho.

Quando seu cão atingir a maturidade, a alimentação deverá ser gradativamente substituída por uma ração para cães adultos.

Cadelas prenhes necessitam ingerir uma quantidade maior de alimento do que o normal. Cadelas amamentando necessitam até quatro vezes mais alimento do que o normal, por isso é necessário aumentar a freqüência da alimentação. Nessas fases é recomendável alimentar com uma ração especifica para tal, geralmente uma ração PREMIUM para filhotes.

Qualquer mudança na alimentação deverá ser feita gradualmente, misturando o alimento já oferecido, com o novo. Tal troca deve estender-se e durar em torno de cinco dias, para evitar distúrbios digestivos.

Não ofereça comida a seu cão enquanto você estiver se alimentando, pois ele adquirirá o hábito de pedir à mesa. Além de sua comida não ser adequada, pode levá-lo à obesidade e a carências nutricionais.

Carnes cruas ou cozidas, quando oferecidas como único alimento, não suprem as necessidades nutricionais do seu cão. Além de serem deficientes em minerais importantes, como o cálcio, podem transmitir doenças.

Para a higiene dos dentes, dê biscoitos apropriados. São alimentos nutritivos e de fácil digestão, cientificamente desenvolvido, com formato de osso e textura especial para ajudar no controle e na formação do tártaro, além disso ajudam a entreter seu cão.

Castração: Uma das questões mais discutidas atualmente é sobre a castração dos cães. Tal medida já vinha sendo tratada há anos, principalmente sobre a questão do controle populacional dos animais, principalmente aqueles errantes, que ficam nas ruas.

Porém a castração tem objetivos que vão muito além disto. A castração previne DOENÇAS. Aliás, doenças graves.

No caso das fêmeas, a castração, que é chamada de ovário-salpingo-histerectomia (que é a retirada dos ovários, dos cornos uterinos e da cérvix) previne toda doença que poderia acometer estes órgãos. A mais freqüente é a chamada piometra, que é uma grave infecção do útero, que só é tratada cirurgicamente, com sua remoção. E normalmente é uma cirurgia de alto risco, pois acometem, na maioria das vezes, fêmeas em idade avançada.

Outro caso que podemos citar são os tumores de ovário e os tumores de mama. Este último então, é simplesmente o tumor mais freqüente em cachorras. E quanto mais cedo você fazer a castração nela, comprovou-se que menor é o risco da sua cachorra desenvolver o tumor de mama.

Já nos casos dos machos, estudos já apontam que praticamente 100% dos cães irão apresentar algum tipo de problema na próstata, seja benigno (a chamada hiperplasia prostática benigna), seja maligno (o câncer de próstata). E os machos castrados têm incidência muito baixa destes problemas. E a castração nos machos, chamada de orquiectomia, é a mais eficiente prevenção para tais problemas.

Outro tipo de tumor que acomete o cão e que pode ser prevenido com a castração é o tumor de testículo chamado de Sertolinoma, que geralmente é maligno.

Vemos portanto, que são grandes as vantagens da castração, tanto para machos quanto para fêmeas. Procure nossos veterinários que podemos dar muito mais informações.

Diabetes: O diabetes melittus é uma das mais freqüentes doenças endócrinas presentes nos seres humanos. E vale salientar que os animais, tanto cães, gatos ou animais silvestres, também podem ter.

Os sinais clínicos apresentados são semelhantes àqueles presentes em nós, seres humanos. Polidipsia (muita sede), poliúria (urina bastante), polifagia (muita fome) com emagrecimento progressivo podem ser sinais de diabetes. Podemos ter também como indício de diabetes animais que apresentam catarata precoce ou catarata que se desenvolveu em pouco tempo no animal.
O diabetes é uma doença que deve ser controlada para que não atinja um estágio denominado Cetoacidose Diabética, que é uma das mais graves emergências no atendimento médico veterinário, com potencial risco de vida.
Portanto, devemos ficar atentos a esses sinais, pois quanto mais cedo for o diagnóstico, maiores são as chances de seu animal possibilitando ter uma vida praticamente normal. O tratamento adequado é feito utilizando a insulina e/ou hipoglicemiantes e um manejo alimentar correto, que nós, médicos veterinários, estamos aptos a oferecer para seu animal.

 

 

 

 

 

Rua Fernão Dias, 1281 | Vila Adileta, Assis - SP | 18 3323-4355 / 3323-8048 / 9705-7964

© Cia das Patas - Pet Shop e Clínica Veterinária

Desenvolvimento: Key Webmarketing