Guia de Raças Cães

O Afghan Hound é um cão de aparência nobre, elegante, forte, de expressão "oriental" e imponente. Como o próprio nome da raça sugere, o Afghan Hound é um galgo de origem afegã, descoberto pelo mundo ocidental no século XIX. Seu passado mais remoto, entretanto, é pouco conhecido.

 

As especulações sobre a origem da raça são muitas, e alguns acreditam que o Afghan Hound já existia no Egito há milhares de anos. Originalmente utilizado para a caça, os Afghan Hounds são versáteis, rápidos e muito ágeis. Sua cabeça é alongada, o stop é leve ou inexistente, e a mordedura deve ser em tesoura ou torquês.    A trufa é preferencialmente preta, ou fígado, no caso dos exemplares de cores mais claras.

 

As orelhas do Afghan Hound são de inserção baixa, bem próximas à cabeça e cobertas por uma linda pelagem, longa, fina e sedosa. No focinho tem pelagem curta, e sobre a cabeça tem um lindo topete.

 

De grande porte, os Afghan Hounds machos devem medir entre 68 cm. e 74 cm., na altura da cernelha. Já a altura das fêmeas deve ficar entre os 63 cm. e os 69 cm.

O Airedale Terrier é um cão de pêlo duro e sub-pêlo oleoso, excelente para caça na água, pois seu pelo é praticamente impermeável e resistente ao frio.

 

Dotado de um olfato apuradíssimo, ele foi desenvolvido para caçar nútrias dentro da sua toca, que se localizavam às margens dos rios.

 

São cães de tamanho médio, expressão atenta e movimentos muito ágeis e precisos.

 

A altura varia de 58,5 à 61cm. na altura da cernelha para os machos, e de 50 à 58,5cm nas fêmeas e o peso é, em média, de 20 kg.

A raça Akina Inu é originária do Japão. Sua função original era a caça e posteriormente chegou a ser usado para rinhas. Hoje o governo proíbe sua utilização em rinhas e procura manter a sua integridade.

 

Trata-se de um excelente cão de guarda e um ótimo companheiro, de caráter dócil e afetuoso com a sua família. No entanto, é bastante reservado com estranhos e não faz novas amizades com facilidade.

 

O Akita é um cão muito inteligente, tem um andar enérgico e é bastante imponente.

 

Possui pêlo duro, nem longo e nem curto. A pelagem exterior é dura e reta, e possui um sub-pêlo macio e abundante. A garupa e a cernelha são revestidas com um pêlo ligeiramente mais longo que o do resto do corpo. As cores são o vermelho fulvo, o sésamo (pêlos vermelhos com pontas pretas), o tigrado e o branco.

 

O tamanho dos machos é de 67cm, e das fêmeas é de 61cm na altura da cernelha, com tolerância de 3cm para mais, ou para menos, desde que o exemplar tenha uma boa forma geral.

Uma das principais características do American Collie é a inteligência, que aliada ao seu dote físico, lhe permite desenvolver não só tarefas que lhe são próprias, isto é, as de cão pastor, mas também as de adestramento policial, guarda, caça e obediência.

 

A estrutura física do Collie expressa força e agilidade. Conquista imediatamente como cão de grande beleza, demonstrando dignidade e nobreza, com cada zona do seu corpo bem proporcionada ao conjunto.

 

A altura varia de 56 cm. a 61 cm. para os machos; de 51 cm. a 56 cm. para as fêmeas, medidos na altura da cernelha. O peso pode variar de 18 a 29 kg.

 

A pelagem confere harmonia à forma do cão. Na variedade de pêlo longo (Rough Collie), a pelagem é muito densa, tem cobertura áspera e subpêlo suave e compacto, quase ocultando a pele. A coloração admitida inclui três tons: marta e branco, tricolor e azul merle.

O American Pit Bull Terrier é um cão de porte médio, de constituição sólida, pelagem curta, com uma musculatura bem definida. Se apresenta em todas as cores e marcações, combina resistência e atleticidade com graça e agilidade.

 

A raça foi desenvolvida para o combate, e suas principais características são a auto-confiança, a agilidade e a sua incrível resistência. É uma raça fiel e bastante apegada ao seu dono.

 

Ao contrário do que muitos pensam, o American Pit Bull Terrier é bastante amigável com os seres humanos.

 

É admirável seu carinho com as crianças, e sua docilidade, até mesmo com pessoas estranhas, o que não faz da raça a mais indicada para guarda de propriedade.

Trata-se de uma raça recente. Foi trazida da Inglaterra no século XVII. Sua apresentação oficial, foi no ano de 1883, quando foi reconhecida pelo Kenel Clube Britânico. Havia muita divergência entre os criadores que desejavam acentuar qualidades estéticas, ou realçar algumas características de cão de caça. Este conflito, influiu na popularização da raça. O Basset Hound só se tornou popular quando introduzido nos Estados Unidos.

 

É um excelente farejador, de temperamento calmo e amável. É extremamente manso, apegado ao dono e carinhoso. Muito resistente no trabalho de campo, o Basset Hound é capaz de fazer grandes caminhadas.

 

Acostumado a viver em matilha, não é um cão agitado, agressivo, ou tímido. Gosta de uma boa soneca e não necessita de grandes doses diárias de exercício. Pequenas caminhadas são suficientes para não torná-lo um cão obeso.

 

É uma raça de pernas curtas, e a sua ossatura é mais pesada em relação a altura, do que qualquer outra raça. O tamanho máximo do Basset Hound, medido na altura da cernelha é de 35 cm. O pêlo é curto, liso, áspero e aderente, denso o suficiente para suportar qualquer condição climática. Todas as cores características dos hounds são aceitas. Sua pele é frouxa e elástica.

Trata-se de uma raça muito antiga. O Beagle é o menor dos sabujos da Grã-Bretanha. Apesar de serem pequenos, são cães muito ágeis, utilizados para caçar coelhos por serem excelentes farejadores.

 

O temperamento do beagle é bastante equilibrado, não apresenta agressividade, nem timidez.

 

É alegre, ativo, corajoso e inteligente. Sua função principal é a caça à lebre. Seu pelo é liso, denso, nem muito curto, nem muito fino. Qualquer cor é admitida, à excessão da cor fígado.

 

A altura do beagle fica entre os 33 cm e os 40 cm, medidos na altura da cernelha.

De origem francesa, o Bichon Frisé é um simpático cão de pequeno porte, alegre, festivo e dócil. É bastante ativo, gosta de brincar e precisa exercitar-se regularmente.

 

De andadura leve, o Bichon Frisé tem um focinho médio e uma bela pelagem longa e cacheada. Seu pêlo cresce continuamente, necessitando tosa regular.

 

As bordas dos olhos e as pálpebras são escuras, os olhos são de forma arredondada, de olhar muito vivaz.

 

As orelhas caídas são bem guarnecidas, e também apresentam pelagem longa e cacheada. A cauda é levada alta, e sua pelagem é fina, sedosa, com aproximadamente 7-10 cm. A altura máxima desejada para o Bichón Frisé é de 30 cm.

Nesta raça, a harmonia das formas não está separada de múltiplos dotes de inteligência e caráter. Um lindo cão de trabalho e exposição, o Boxer tornou-se muito popular nas últimas décadas, em grande parte por seu notável valor, tanto em tarefas de defesa, como de proteção.

 

De origem alemã, o Boxer é um cão de tamanho médio e pêlo raso e robusto. De estrutura curta, quadrada e ossos fortes, o Boxer movimenta-se com vivacidade, força e nobreza. Sua pelagem é curta, reluzente, muito aderente, amarela ou tigrada. Seus olhos são castanhos, e as orelhas implantadas altas, amputadas em ponta, discretamente longas.

 

O caráter do Boxer é um fator muito importante. O cão deve ser fiel ao dono e a à casa inteira, vigilante, sempre alerta e desconfiado com estranhos.

 

Em família é inofensivo, tem temperamento sereno e afetuoso durante as brincadeiras. É de adestramento fácil, e é muito leal, sem falsidade ou malícia, nem sequer na idade avançada.

 

Os machos medem de 57 a 63 cm., na altura da cernelha, e as fêmeas, de 53 a 59 cm. O peso deve estar de acordo com a altura do cão, ficando, em média, de 28 kg. a 30 kg.

O Bulldog é um cão inteligente, e muito doce com a sua família. Gosta de companhia, é afetuoso e brincalhão. É um cão valente, leal, corajoso, mas não é agressivo, a menos que seja agredido abertamente.

 

Fortes e resistentes, os Buldogues são excelentes companheiros, calmos e de fácil trato.

 

Sua pelagem é curta, fina e densa. As fêmeas são normalmente, menos desenvolvidas do que os machos.

 

O peso da raça varia entre 24 e 25 Kg para os machos, e entre 22 e 23 Kg para as fêmeas.

Com a finalidade de obter tudo o que se pode desejar de um cão de guarda, criadores britânicos decidiram somar aos dotes do mastiff inglês algumas características de outras raças de grande porte.

 

A nova raça, obtida provavelmente do cruzamento do mastiff inglês com o bulldog, foi reconhecida oficialmente em 1924.

 

O bullmastiff é um excelente cão de guarda, apreciado em todo o mundo. Ao mesmo tempo, é uma raça muito dócil com os famliares e com as crianças, demonstra fidelidade e equilíbrio.

 

O temperamento do bullmastiff é uma mistura de alegria, seriedade, atividade, resistência e vigilância.
O focinho do bullmastiff é curto, a mandíbula é larga, com mordedura preferencialmente em torquês. No entanto, é admitido um leve prognatismo inferior.

 

Os olhos são escuros, ou avelã, de tamanho médio. A pelagem do bullmastiff é curta e dura, bem assentada ao corpo. A raça apresenta uma típica máscara preta, assim como tons mais escuros próximos aos olhos, que são contornados de preto. Qualquer tonalidade de tigrado, fulvo ou vermelho é admitida para a raça.

 

A altura do bullmastiff varia de 63,5 a 68,5 cm para os machos, e entre 61 e 66 cm para as fêmeas, medidos sempre na altura da cernelha. O peso da raça varia de 50 a 59 kg para os machos, enquanto as fêmeas tem peso entre 41 e 50 kg

As características do Bull Terrier, tal qual o conhecemos hoje, foram fixadas a mais ou menos um século, e em sua origem, encontramos muito do Bulldog Inglês, que foi criado para lutar contra touros, em exibições públicas.

 

Alguns criadores, buscando exemplares mais ágeis, e lutadores imbatíveis, cruzaram o Bulldog com o antigo Terrier Inglês Branco, muito difundido na época. Os primeiros exemplares mostraram-se muito volumosos, e diferentes entre sí. Mais tarde, através de cruzamentos com o Dálmata e terriers ingleses brancos, o Bull Terrier tornou-se o cão ágil e forte que conhecemos hoje.

 

O Bull Terrier também foi usado para caçar ratos, e hoje em dia é um grande guarda e um ótimo companheiro. É um cão de constituição sólida, ativo, simétrico, de expressão profunda, decidida. Obediente e tolerante frente à disciplina.

 

Os olhos são fundos, pequenos, amendoados, o mais escuros possível, de olhar penetrantes. As orelhas são eretas, finas, próximas entre si.

 

A cauda não é muito curta, de inserção não muito alta. A pelagem é curta, compacta, reluzente, um pouco dura ao tato.

É uma das pocas raças caninas autóctones do continente americano. Apesar das suas dimensões redusidíssimas, o Chihuahua possui uma natureza forte e caça em forma insuperável pequenos roedores. Ë classificado como cão de salão e de luxo, e possui toda a graça travessa do terrier.

 

Como cão de guarda está sempre alerta. É extremamente fiel ao seu dono. Talvez seja a menor raça que existe. Não são raros os exemplares adultos que pesam menos de 1 kg.

 

Hoje em dia, é criado também em países de clima mais rigoroso com muito sucesso, mas a origem da raça é mexicana. A característica mais notável desta raça, entre todas as demais, é sem dúvida, o seu minúsculo tamanho.
Há exemplares que pesam de 900 gr. à 3,5 kg.mas o peso médio é de 1,5kg. O seu corpo é enxuto, está sempre alerta, é vivaz, ágil e muito inteligente.

 

Valente, é capaz de, corajosamente, enfrntar a cães maiores. É muito afetuoso com o dono mas não tolera com facilidade os desconhecidos. Late furiosamente e dá o alarme ante o menor movimento suspeito.

 

Os olhos são muito brilhantes e cheios. As orelhas são grandes e bem separadas entre si. Em estado de alerta mantém-se eretas.

 

A pelagem do Chihuahua pode ser longa e ondulada (em exemplares mais raros), ou curta aderente e brilhante, na maioria dos exemplares.

Esta esplêndida raça, conhecida como Spitz Chinês em alguns países, está sendo muito difundido em todo o mundo.

 

O seu porte nobre e vistoso, sua beleza indiscutível e sua pelagem exuberante, de cor singular provocam inevitavelmente a admiração de todo o público.

 

O Chow-chow é muito versátil, sendo utilizado em muitas funções com sucesso. É um valente guardião e defensor da casa, é ótimo guarda de barcos, é ótimo caçador de presas selvagens, além de um incansável cão de tração.

 

É um cão equilibrado, de aspecto leonino, de porte orgulhoso e digno, leal mas reservado. É ágil, compacto, curto e harmonioso em seu conjunto.

 

Tem um nariz grande e preto, seus olhos são escuros e pequenos, preferencialmente amendoados.

 

As orelhas do Chow-chow são, pequenas, grossas e bem separadas entre si. Seu peito é amplo e profundo, seu dorso é curto, reto, forte e a cauda implantada alta, levada bem dobrada, apoiada na garupa.

 

A pelagem do Chow Chow é abundante, espessa, lisa reta, um pouco dura ao tato, com sub-pêlo suave e lanoso. Segundo o padrão da raça, a variedade de pêlo curto, com excessão da pelagem, é idêntica.

 

A altura mínima para a raça é de, cerca de, 45 cm., entretanto o a característica primordial do exemplar deve ser a harmonia do conjunto.

Obtido nos Estados Unidos através de cuidadosas seleções realizadas com o Cocker Spaniel Inglês, a variedade norte-americana diferencia-se principalmente por algumas características como estatura, coloração da pelagem, orelhas, etc.

 

A popularidade da raça é notável. Trata-se de um cão afetuoso e muito fiel. O Cocker Americano adapta-se muito bem a vida em família, motivo que o tornou ainda mais conhecido como cão de companhia que o Cocker Inglês.

 

No campo, o Cocker Americano mostra-se excelente caçador, resistente, ágil, veloz e sempre incansável na busca.

 

É um cão de aspecto agradável, vivo e alegre, robusto e equilibrado em todas as partes. Quando está em ação, deve demonstrar aptidões para o trabalho, sem desequilíbrio no comportamento, nem timidez.

 

Seus olhos são redondos e cheios, suas orelhas lobulares, tem inserção baixa, coberta com pêlos longos, e sedosos, lisos ou ondulados. Quando o cão está em atividade, o movimento da cauda é incessante.

 

A pelagem na cabeça é curta e no corpo aderente e levemente ondulado, nunca encacheado, de textura sedosa e comprimento médio.

 

A altura do Cocker Americano é, em média, de 38 cm. na altura da cernelha, para os machos, e de 35,5 para as fêmeas.

Os Spaniels atuais provêm diretamente das ilhas britânicas, mas descendem dos épagneuls que, levados a elas em tempos longínquos, sofreram importantes modificações através de seleções cuidadosas e complexas.

 

Entre os spaniels mais conhecidos, está o Cocker, cujo tipo moderno se originou em Gales e Denvonshire, diferencioando-se claramente do primitivo, que era um pouco parecido com o springer atual.

 

É um exímio caçador, usado originalmente para caça de aves e devido ao seu pequeno porte, é capaz de mover-se com desembaraço em terrenos de vegetação densa, intransitável para os cães de aponte.

 

Dotado de excelente olfato, descobre a presa e a levanta, mantendo-se sempre a curta distância do dono.

 

Alegre, robusto e esportivo, o Cocker Spaniel é bem equilibrado, compacto. O nariz é largo, os olhos são grandes, escuros e expressam inteligência e doçura. As orelhas, de forma lobular tem inserção baixa, na altura dos olhos, e é coberta com pêlos lisos e sedosos. Sua cauda prolonga a linha dorsal, e tem porte brincalhão. A pelagem do Cocker é lisa, de textura sedosa, nunca dura nem ondulada, com franjas de comprimento suficiente; nunca deve ser muito abundante, nem crespo.

 

As cores admitidas são muitas. Nos unicolores o branco é aceito somente no peito.

 

A altura de um Cocker é, em média de 40 cm. para os machos e 38,5 cm. para as fêmeas. O peso fica entre os 12 e 14,5 kg.

Sua simpática vivacidade aliada a suas linhas harmoniosas e, principalmente a sua típica pelagem manchada fazem dele uma raça apreciada em todo o mundo. É, hoje em dia, um cão de companhia, que se destaca por sua inteligência e fidelidade ao dono.

 

Sua origem, parece ser antiga, apesar de poucos autores concordarem com a mesma teoria. Ilustrações descobertas na Grécia e no Oriente, reproduzem cães iguais ao Dálmata atual em linhas e pelagem. Alguns o consideram de origem dinamarquesa, o que justificaria o nome, adotado em alguns países como Pequeno Dinamarquês. É, de fato, muito difundido, ainda hoje, na Dinamarca.

 

Houve uma época em que o Dálmata era usado também como cão de caça, pois é dotado de um impressionante olfato. É, também, considerado um excelente cão de guarda, embora seja quieto e só lata quando realmente necessário. É um cão ativo e muito musculoso, de grandes linhas simétricas.
Seus olhos são redondos, brilhantes, de expressão inteligente e moderadamente separados entre si. As orelhas de implantação um pouco alta são de tamanho moderado. A calda não é muito longa, é forte na raíz e vai-se afindo gradativamente até a ponta.

 

A pelagem é curta, dura, densa, fina, lisa e brilhante. A cor e as manchas representam os elementos mais importantes. A cor básica, em ambas as variedades é sempre o branco puro, sem mescla. A cor das manchas, na variedade com manchas cor de fígado, deve ser o castanho fígado; na variedade com manchas pretas, ao contrário, preto; quanto mais numerosas as manchas melhor. As manchas da cabeça, do focinho, das orelhas, dos membros e da calda devem ser menores que as do corpo.

 

Os exemplares machos medem de 55 à 60 cm.; na altura da cernelha. As fêmeas medem entre 50 e 55 cm. O peso médio para os machos é de 25 kg, para as fêmeas é de 22,5 kg.

O Doberman é um elegante cão de trabalho, de andadura elástica e leve, capaz de cobrir terrenos extensos, especialmente apto a defesa e a guarda. Tem qualidades físicas e psíquicas fantásticas.

 

É atento, obediente, muito fiel e de fácil adestramento devido à sua inteligência, à sua aptidão natural para a guarda, ao seu ótimo olfato, à sua vontade de trabalhar e à sua obediência.

 

De constituição robusta, o Doberman é muito resistente, suporta bem às interpéries e, em qualquer circunstância está disposto a sacrificar a própria vida para proteger o dono.

 

É um cão de estrutura média, forte e bem musculosa. Os olhos tem forma ovalada e tamanho médio, castanho, o mais escuro possível.

 

O dorso é curto e forte e a pelagem curta, dura, espessa, lisa e nunca aderente. As cores são o preto, o castanho-escuro, ou o azul, com discretas manchas vermelho-ferrugem.

 

A altura, medida na altura da cernelha, é de 68 cm. no machos, com um máximo de 70 cm. As fêmeas, medem de 63, à 66 cm., com um máximo de 67 cm.

Este maravilho gigante é um cão de origem alemã, que hoje em dia é criado em canis especializados por muitos países do mundo, com grande mérito.

 

O dogue alemão reúne na sua nobre aparência de constituição robusta e bem delineada, ferocidade, força e elegância.

 

Destaca-se por sua cabeça expressiva e não revela nervosismo algum, nem sequer nas grandes manifestações afetivas. Os exemplares da raça dogue alemão exibem-se nobre e elegantemente ante seus observadores.

 

O caráter do dogue alemão é essencialmente amistoso, afetuoso com os familiares, em particular com as crianças, esquivo e desconfiado com estranhos. O pelo é muito curto e espesso, é aderente e reluzente. A cauda do dogue alemão é de comprimento médio e os olhos são bem enquadrado, de tamanho médio, redondos, o mais escuro possível, com expressão vivaz e inteligente.

 

A altura mínima para os machos da raça dogue alemão é de 80 cm. na altura da cernelha, e as fêmeas devem medir, pelo menos, 72 cm. É desejável, entretanto que esse limite seja superado.

O fila brasileiro é uma raça de trabalho que já conquistou numerosos adeptos, em muitos países.

 

O cão de fila, ou fila brasileiro, tem uma origem obscura, como a de tantas outras raças.

 

É possível indentificar no fila brasileiro traços de algumas raças trazidas ao Brasil pelos colonizadores espanhóis e portugueses, como o bloodhound, o mastiff e o bulldog inglês, o que nos leva a supor sua descendência.

 

É um cão de grande porte, acostumado à grandes espaços, e ideal para sítios e fazendas. Um típico molosso, o fila brasileiro é desconfiado na presença de estranhos e não admite a menor familiaridade.

 

A altura do fila brasileiro varia de 65 cm à 75 cm para os machos, e de 60 cm à 70 cm para as fêmeas, medida sempre na altura da cernelha. O peso mínimo para a raça é de 40 kg, para as fêmeas, e de 50 kg, para os machos.

A raça é antiga, os primeiros registros tem data anterior ao século XIX, porém somente em 1964 foi reconhecida internacionalmente.

 

A hipótese aceita pela maioria dos autores é a de que a raça deriva do cruzamento de várias outras raças de sabujos, muito abundantes desde a antiguidade em toda a Grã-Bretanha.

 

O foxhound é, provavelmente, o farejador mais utilizado para caça a cavalo no mundo.

 

É um farejador por excelência, muito forte e resistente, capaz de percorrer longas distâncias, e ainda executar suas funções de caçador sem se cansar. O foxhound é um cão bem balanceado, forte, de contornos bem definidos.

 

É amigável, vigoroso e resistente, com habilidade natural para as atividades de caça. A pelagem é curta e densa, muito resistente as intempéries. Todas as cores e marcações de um cão de caça são admitidas.

 

O foxhound tem em média entre 58 e 64 cm de altura, medidos sempre na altura da cernelha.

Excepcional caçador e muito versátil, o fox terrier de pelo duro já foi utilizado para caça a raposas e javalis. No entanto, é uma raça muito inteligente e valente, tendo sido assim, utilizado para inúmeras outras funções relacionadas a caça.

 

Sua região de origem é a Grã Bretanha e há registros muito antigos do fox terrier de pelo duro (séc. XVIII). A pelagem é densa, de textura dura, com sub pelo macio e curto. A cor da pelagem deve ser predominantemente branca, com marcas pretas, castanhas, ou pretas e castanhas.

 

A altuara máxima para os exemplares da raça é de 39 cm, medidos na altura da cernelha.

 

O peso deve variar entre 6,8 kg. a 7,7kg. nas fêmeas e 7,3 e 8,2 nos machos.

Já foi atribuído a este cão, o título de "pequeno atleta" canino. Sem dúvida, este é um título conquistado com merecimento.

 

O fox terrier de pelo liso é um belíssimo e típico cão de caça. Além de ser muito rápido, é também forte, ágil e inteligente. Possui temperamento alegre, é ativo, destemido, e amigável.

 

Os olhos do fox terrier de pelo liso são pequenos, de cor escura, um pouco fundos.

 

A pelagem da raça é reta, lisa, dura e abundante. O branco deve ser a cor predominante. Todo branco, branco com castanho, preto e castanho ou com manchas pretas.

 

O peso do fox terrier de pelo liso fica entre 7,3 a 8,2 kg para os exemplares machos, e entre 6,8 a 7,7 kg para os exemplares fêmeas.

Alegre, ágil, forte, de movimentos leves, expressão mansa e caráter dócil. Essas características resumem os principais traços deste belíssimo cão de caça, que adora aprender e está sempre pronto ao trabalho. É muito inteligente, obediente e está apto a realizar as mais diversas funções.

 

De olhos escuros e corpo bem equilibrado, o Golden Retriever tem pelagem lisa ou ondulada, com franjas. O sub-pêlo é espesso e resistente à água. As cores aceitas são qualquer tonalidade de ouro ou creme, mas nunca vermelho. Alguma presença de pêlos brancos no peito é permitida.

 

Os filhotes são alegres, brincalhões e muito ativos. Ficam sempre por perto, e adoram correr e brincar com os seus donos. Muito Companheiros, os Goldens, são amáveis e pacientes com as crianças. São dóceis com outros animais e pessoas desconhecidas, desde que socilizados ainda pequenos.

 

O pêlo pode ser escovado de 3 a 4 vezes por semana, e os banhos podem ser quinzenais, (somente a partir dos 2 meses de vida). A altura do Golden varia de 56 à 61 cm., na altura da cernelha, (para os machos), e de 51 à 56 cm. (para as fêmeas). O peso médio da raça é de 25 à 27 kg., proporcionais à altura do animal.

O Husk Siberiano é um cão de porte médio, de extrema agilidade e muito vigoroso. Originário de Sibéria, era usado para puxar trenós.

 

É muito popular nos Estados Unidos e no Canadá, e é extraordinariamente dócil e carinhoso com todas as pessoas.

 

A pelagem do husk siberiano é densa e comprida, formada por duas camadas de pêlo, sendo que o sub-pêlo é sedoso, espesso, um pouco lanoso. O pelo externo é igualmente sedoso e suave.

 

O husk siberiano apresenta-se em todas as cores, inclusive o branco. Sua altura varia de 53 à 60 cm., nos machos e de 51 à 56 cm. nas fêmeas. O peso varia de 16 à 27 kg.

Apaixonado por água, o Labrador é uma maravilhosa raça de porte médio/grande. Possui um excelente temperamento, é companheiro, fiel e está sempre procurando agradar ao seu dono.

 

O aspecto geral do Labrador é o de um cão de constituição robusta, curto e sólido, muito ativo, de lombo e traseira largos e robustos, de pêlo curto, aderente e sem franjas, com presença de um espesso subpêlo.

 

Os olhos são de tamanho médio, expressam inteligência e bom temperamento, de cor castanha ou avelã.

 

A pelagem é uma característica importante da raça. É curta, espessa, sem ondulação. É muito dura ao tato, e apresenta um subpêlo resistente à água.

 

A cauda, grossa na base, é outra característica própria da raça. De comprimento médio, a cauda está praticamente desprovida de franjas, mas é inteiramente coberta com a pelagem característica do Labrador: curta e espesa.

 

As cores são o preto, o fígado (chocolate) e o amarelo. Esta última, pode variar entre o vermelho e o creme. A cor é uniforme e não deve apresentar pintas ou manchas.

 

O tamanho do Labrador varia de 55 à 57 cm. na altura da cernelha, para os machos, e de 54 à 56 cm. para as fêmeas.

O Lhasa Apso é um excelente cão de companhia, vindo do cruzamento entre o Terrier Tibetano e o Spaniel Tibetano.

 

De caráter alegre, cheio de segurança e desconfiado com estranhos, o Lhasa Apso é um grande companheiro e também um cão de sentinela.

 

Tem ouvido apuradíssimo, percebendo barulhos em longa distância. Seus olhos são escuros, de tamanho médio.

 

A cauda é provida de franjas abundantes e é levada acima da garupa. A pelagem do Lhasa Apso é pesada, reta, dura, suficientemente longa e de sub-pêlo espesso.

 

A altura da raça fica entre os 22 e 25 cm., medidos na altura da cernelha. São muitas as cores aceitas, os exemplares mais facilmente encontrados são brancos com manchas em tons de caramelo ou pretas.

O seu pelo longuíssimo é uma das características que o torna muito atrativo. É inteligente e afetuoso com o dono, alegre, expressivo, qualidades que fazem dele um maravilhoso cão de companhia.

 

A conformação geral do maltês é a de um cão pequeno em relação à sua forma. É um cão elegantíssimo, com cabeça, calda, membros cobertos de pêlo sedoso, branco, muito brilhante e longo.

 

O maltês mostra-se inteligente, de caráter vivaz e bastante apegado ao dono. figura entre os cães de companhia preferidos, pela brancura e vistosidade da rica pelagem.

 

Os seus olhos expessam vivacidade e inteligência, são grandes e redondos; as orelhas tendem a ser triangulares de inserção larga e alta. São totalmente cobertas de pêlos longos, espessos, não ondulados, que chegam, pelo menos à ponta dos ombros.

 

O maltês tem pelagem densa, clara, brilhante, pesada, muito longa e de textura sedosa. O comprimento médio do pêlo é de 22 cm.

 

Os exemplares machos da raça medem entre 21 e 25 cm., e as fêmeas entre 20 e 23 cm. O peso fica entre os 3 e 4 kg.

Um poderoso cão de guarda, o mastiff é considerado uma raça tradicionalmente inglesa, apesar de alguns afirmarem que tem origem nas ilhas britânicas.

Seu antepassados devem ser buscados entre os mastins assírios, descendentes por sua vez do Mastim do Tibet.

O mastiff é um cão de trabalho, e já foi usado para muitas funções, em outros tempos: na caça, na guerra, para guarda pessoal e patrimonial. Hoje, é essencialmente um cão de guarda e de defesa.

 

A cinofilia lhe tem grande estima, tanto por seus dotes estéticos como pelas qualidades psicofísicas.

 

É, sem dúvida, um cão grande, volumoso, vigoroso e simétrico. É uma mistura de força, coragem, bom humor e docilidade. Tem um nariz largo, olhos pequenos e afastados, orelhas pequenas, finas ao tato.

 

A cauda tem implantação alta, é larga na raiz e vai se afinando até a ponta. A pelagem é curta e espessa, não muito fina nos ombros, no pesscoço e no dorso.

 

O mastiff, apesar de sua força, é um cão amoroso e tranquilo com a sua família. É desconfiado com estranhos, e sabe ser terrível, se for obrigado a atacar.

É um excelente cão de guarda, muito dócil com a família e insuperável guardião de propriedades.

 

O mastino napoletano é um cão muito equilibrado dotado de um apurado discernimento entre o bem e o mal, o certo e o errado.

 

Trata-se de um molosso muito antigo, descendente provavelmente do Mastim do Tibete. Registros da época da Roma Antiga, catalogaram a existência de um cão que obedece as características descritivas do Mastino.

 

Estes cães eram usados para guarda das casas, devido ao seu tamanho e coloração do pêlo, que amedrontava os ladrões durante o dia, e passavam desapercebidos durante a noite.

 

No entanto, o mastino napoletano, tal como o conhecemos hoje, foi apresentado à cinofilia em uma exposição na cidade de Nápoles no ano de 1946.

 

O pêlo é curto, denso e uniforme e a pele é solta. A altura varia de 65 à 72 cm. nos machos, e de 60 à 68 cm. nas fêmeas. O peso varia de 50 à 70 kg.

Este simpático cão pastor, se difundiu, principalmente na Inglaterra, e tem como características a inteligência, a afetuosidade, seu jeito e latido inconfundíveis. É um cão de aspecto robusto, compacto, perfeitamente simétrico.

 

O corpo do Sheepdog é totalmente coberto por uma bela e abundante pelagem longa, formando cachos.

 

O Old English Sheepdog não tem cauda, é um cão sólido, musculoso, hábil e de expressão inteligente. É dócil e tem caráter muito equilibrado.

 

O Old English Sheepdog é protetor, fiel, muito carinhoso com a sua família e particularmente paciente com as crianças. A altura média da raça é de 56 cm., medidos na altura da cernelha.

Os cães de pastoreio demonstram coragem, inteligência e combatividade. Além disso, são fortes, velozes, e particularmente resistentes às grandes caminhadas e à interpérie.

 

O pastor alemão, é o mais conhecido cão pastor. É utilizado hoje em dia, principalmente como guardião e protetor, como auxiliar na luta contra o tráfico de entorpecentes, eficaz para resgate de pessoas feridas, guia de cegos, além de ser um companheiro insuperável.

 

É, sem dúvida um cachorro muito inteligente. Gosta do trabalho, e aprende com muita facilidade.

 

Um ótimo companheiro, o pastor alemão deve também demonstrar coragem e dureza, em defesa do dono e de seus bens.

 

O pastor alemão é vigilante, fiel e manso com as crianças e os outros animais. Diante de estranhos demonstra desembaraço, e segurança.

 

O caráter é uma de suas qualidades mais importantes. Possui um sistema nervoso equilibrado, grande desenvoltura, vigilância, fidelidade, incorruptibilidade, e, além disso, coragem e engenho na defesa. Sua pelagem é dura, de cobertura espessa os pêlos são retos, duros e muito aderentes, insensíveis à interpérie.

 

É um cão de porte médio, medindo de 55 cm a 65 cm, na altura da cernelha A estrutura da raça é levemente alongada, robusta e musculosa; sólida, porém de ossatura fina.

O pequinês é um cachorro pequeno, bem quilibrado e valente. Possui aspecto leonino, é independente e capaz de defender-se.

 

Os olhos do pequinês são grandes, cristalinos, de cor escura e brilhante, levemente proeminentes e redondos. As orelhas, em forma de coração, são providas com longas franjas.

 

O pescoço do pequinês é um pouco curto e grosso. O tronco é curto, mas com tórax amplo.A cauda é de inserção alta, posição rígida, levemente curva sobre o dorso, com franjas abundantes.

 

A pelagem da raça pequinês é longa e reta, com crina abundante que se estende atrás dos ombros, formando uma espécie de coleira ao redor do pescoço.

 

O pêlo de cobertura é basto, com franjas abundantes nas orelhas, nos membros, nas coxas, na cauda e nos pés.

 

Todas as cores e manchas são admitidas para a raça, e apreciadas igualmente, com excessão do albino e da cor de fígado. Os exemplares multicolores apresentam manchas bem definidas.

 

O peso da raça pequinês fica entre os 2 e 8 kg.

Especula-se que as origens do perdigueiro português estejam vinculadas as do braco italiano, como acontece com outras raças afins.

 

Trata-se de um cão resistente, forte, de aspecto vivaz e muito sociável. Apto às funções de caça, o perdigueiro português é bastante inteligente, obediente e afetivo.

 

O perdigueiro português é um cão de porte grande. Tem um focinho longo, largo, o stop é bem visível. Os olhos são cheios, de cor escura. As orelhas são caídas, de tamanho médio, com aproximadamente 15 cm de comprimento.

 

A pelagem é curta, densa e forte. A cor do pelo é amarelo e castanho, uniforme ou manchado.

 

O tamanho do perdigueiro português é de 56 cm, em média, para os machos. A altura das fêmeas é de 52 cm, também em média, medidos sempre na altura da cernelha.

 

A variação de tamanho pode ser de 4 cm para mais ou para menos. O peso é de 23,5 kg para os machos, enquanto as fêmeas pesam 19 kg.

O pinscher miniatura é um cão de grande mobilidade, aspecto muito elegante e muito sóbrio.

 

É de tamanho médio e sua constituição quadrada, possuindo uma musculatura robusta e forte.

 

É muito desconfiado com estranhos, e está sempre alerta. Apesar do caráter dócil, é ótimo guarda.

 

O seu pêlo curto e limpo, contribui para ser um bom cão para apartamento.

 

Seus olhos são escuros, de tamanho médio, cheios de forma ovalada. A cauda, de inserção alta e espessura média, é levada verticalmente.

 

O pêlo do pinscher é curto, liso, duro ao tato, forte, brilhante, bem aderido ao corpo.

 

A altura da raça fica entre 25 e 30 cm, medidos na altura da cernelha.

Os primeiros pointers ingleses, como os conhecemos hoje, apareceram, provavelmente ao final do século XIX na França, na Itália e em outras regiões da Europa.

 

Como seu nome já indica, o pointer é um cão de aponte por excelência. Suas linhas demonstram sua agilidade, velocidade e facilidade de movimentos.

 

É um cão ideal para terrenos de grandes extensões, onde pode desenvolver o seu galope. As características da sua forma de trabalhar são os apontes repentinos e orientação súbita.

 

A característica dos olhos é o olhar fulminante, prepotente, fixo, ardente. São grandes, redondos e brilhantes. A orelha é caida, suave, fina, dobrável, de forma quase triangular e chata. A cauda, inserida na linha da garupa é grossa e robusta na raiz, afinando até a ponta. A pelagem do Pointer é densa, de comprimento parelho, uniformemente liso, curto e reluzente.

 

Na altura da cernelha, o tamanho do Pointer fica entre os 55 e 62 cm. nos machos, e entre os 54 e 60 cm. nas fêmeas. O peso deve estar entre os 20 e os 30 kg., proporcional ao tamanho do animal.

O poodle é um dos mais famosos cães franceses. É um cão, considerado por especialistas, dos mais inteligentes. É capaz de aprender com extrema facilidade, o que o tornou muito difundido em todo o mundo. Além dessas qualidades, deve-se levar em conta sua beleza e originalidade.

 

Trata-se na realidade, de um cão anatomicamente bem constituido e muito gracioso, que se dinstingue também, pela sua característica tosa, que o diferencia de qualquer outra raça. É um excelente companheiro. De linhas harmoniosas, aspecto inteligente, constantemente alerta e ativo.

 

O poodle é famoso pela fidelidade, aptidão para o adestramento, obediência, o que faz dele um cão de companhia muito agradável. Seus olhos, têm coloração marrom, âmbar escuro, ou preta, dependendo da pelagem.

 

Os olhos são levemente oblíquos, situados na altura do stop. As orelhas são longas e a cauda de inserção bastante alta.

 

A pelagem do tipo crespa é abundante, de textura fina, lanosa, bem crespa, elástica e resistente a pressão da mão. A pelagem do tipo encordoado é, também, abundante, de textura fina e espessa que forma cordõesinhos tipicos e longos, não inferiores a 20 cm. As cores são o preto, branco, marrom, cinza e abricó.

 

Quanto ao tamanho, temos 4 variedades: tamanho gigante, de 45 à 60 cm; tamanho médio, de 35 à 45 cm; tamanho miniatura ou anão, de 28 à 35 cm, e por fim o Toy, com no máximo 28 cm, medidos sempre na altura da cernelha.

As origens da raça rottweiler são remotas, e várias as hipóteses propostas. Os alemães asseguram que o rottweiler é de criação absolutamente germânica, tendo a cidade de Rottweil como a origem do nome da raça. O rottweiler teria, assim, se originado do mastim do tibet, que servia aos romanos como guarda e para condução do gado.

 

O rottweiler é um cão acima do tamanho médio, nem pesado nem leve. Não é alto, seu corpo é curto, compacto e robusto.

 

O rottweiler é um cachorro de inteligência notável, sua devoção e dedicação ao trabalho são extraordinárias, assim como sua obediência, incorruptibilidade, força e tenacidade.

 

O aspecto geral da raça demonstra, à primeira vista, espontaneidade e coragem. Seu olhar tranquilo denota suavidade e fidelidade absoluta. O caráter do rottweiler está isento de inquietação e nervosismo, não tem malícia, nem falsidade. Seus olhos, de tamanho médio e cor castanho-escuro expressam ternura e fidelidade.

 

A pelagem do rottweiler é curta, densa, de pêlo reto, sem sub-pêlo no pescoço, de tamanho mais longo somente nos membros anteriores, posteriores, e na cauda, enquanto no resto do corpo tem uma pelagem mais curta e bem aderente.

 

A altura desejada, medida na cernelha, é de 60 à 68 cm para os machos, e de 55 à 65 cm para as fêmeas, sempre em harmonia com a estrutura geral.

O são bernardo (saint bernardshund) pertence ao segundo grupo (cães de trabalho), e é considerado um cão de guarda e de salvamento.

 

É um cachorro forte, de peito bem arqueado e ombros largos. É um excelente companheiro, que adora as crianças. Respeita seu dono, é fiel e devotado à sua família. É muito tranquilo e gosta de companhia.

 

Ao contrário do que muitos podem pensar, o são bernardo não é um cão de difícil manutenção. Apesar de precisar de exercícios diários, mesmo depois de adulto, ele não precisa de tanto espaço.

 

Um bom passeio de coleira diariamente trará a dose ideal de exercício para o cachorro que não tenha muito espaço em casa.

 

Para as crianças, o são bernardo é um grande amigo. Sempre muito bem humorado, adora uma boa brincadeira.

 

Faz novos amigos com facilidade, mas na ausência de seu dono, o são bernardo tende a defender seu território, procurando afastar qualquer pessoa estranha à casa.

 

O tamanho mínimo para um são bernardo macho é de 70 cm. na altura da cernelha, e para as fêmeas, 65 cm. Os exemplares da raça de pelo curto são geralmente mais leves, atingindo cerca de 75 kg (machos) e 65 kg (fêmeas).

 

Os machos de pelo longo pesam entre 80 kg e 100 kg, enquanto as fêmeas pesam até 85 kg.

De origem alemã, o schnauzer era usado para acompanhar as carruagens em viagens através da Europa, e sua presença era indispensável.

 

Durante o dia, corria ao lado dos cavalos, e às vezes corria na frente, para inspecionar o caminho, latindo ferforosamente diante de qualquer perigo.

 

A primeira aparição da raça schnauzer foi em 1879, na Alemanha, com o nome de pinscher de pêlo duro. Suas múltiplas qualidades fazem dele um cão particularmente apto para guarda, defesa pessoal e companhia.

 

O schnauzer é um cão de estatura média, constituição quadrada, e os machos parecem um pouco mais curtos que as fêmeas. Seu caráter bonachão demonstra-se na vontade de brincar e na disposição amável que tem para com as crianças.

 

Diante do dono é muito afetuoso, mas é desconfiado com estranhos, não faz amizade com facilidade, e na ausência do dono é incorruptível.

 

Os órgãos sensoriais da raça schnauzer são altamente desenvolvidos. É prudente, tem grande disposição ao adestramento, é incrivelmente fiel e atencioso. Tem grande resistência a doenças e interpéries.

 

Os olhos do schnauzer são escuros, ovalados. A cauda alta, levada segundo o temperamento da raça. Sua pelagem é dura, o pêlo é forte e espesso. Visto a contra pêlo está sempre levantado, isto é, não aderente, nem muito curto, mas sustentado pelo sub-pêlo.

 

A principal característica da pelagem do schnauzer é o pêlo em forma de barba rígida e sobrancelhas espinhosas que sombreiam ligeiramente os olhos.

 

Na fronte e nas orelhas, o pêlo é mais curto que em qualquer outra parte do corpo, e é duro em toda a cabeça.

Originariamente, o setter era um cão de aponte de cor branca, com manchas pretas e vermelhas. Tinha além disso, uma constituição um tanto maciça. Vários criadores colaboraram para o refinamento da raça, dedicando seus esforços e cuidados a este cão.

 

O setter inglês é um cão de caráter amistoso e alegre. É muito ativo, com aptidão nata para atividades de caça. É um cão de tamanho médio, contorno bem definido e de movimentação elegante.

 

A cabeça do setter inglês tem formato ovalado, com stop bem definido.

 

Os olhos devem ser escuros, brilhantes, em tons desde avelã, ao marrom.

 

A cauda da raça setter inglês tem comprimento médio e apresenta lindas franjas com pelagem longa, lisa e sedosa.

 

A pelagem do setter inglês é longa, ligeiramente ondulada, sem ser encaracolada. As cores aceitas para a raça são o preto e branco (azul belton), laranja e branco (laranja belton), limão e branco (limão belton), fígado e branco (fígado belton) ou tricolor.

 

O tamanho do setter inglês fica entre 65 e 68 cm para os machos, e entre 61 e 65 cm para as fêmeas, medidos sempre na altura da cernelha.

O setter irlandês é um lindo cão de pelagem longa, ótimo companheiro e de aparência nobre e elegante. Antigamente o setter irlandês era branco, com manchas vermelhas, evidenciando uma origem em comum com o setter inglês.

 

Sua cabeça é longa e fina, nem estreita nem modelada. Seus olhos são castanhos, e não muito grandes.

 

As orelhas do setter irlandês são de tamanho moderado, textura fina, de inserção baixa e posterior. A cauda é moderadamente longa, proporcional à estatura do cão.

 

O setter irlandês tem pelagem curta e fina na parte anterior dos membros e na ponta das orelhas, e nas outras partes do corpo é de comprimento moderado, de 5 a 6 cm. de comprimento, de textura sedosa, bem estirado, com franjas ricas, mas leves. A cor é castanho brilhante, sem vestígios de preto.

 

A altura da raça setter irlandês deve ficar entre os 56 e 64 cm. na altura da cernelha, para os machos. No caso das fêmeas, deve ficar entre os 54 e 62 cm.. O peso deve estar entre os 20 e os 30 kg., sempre proporcionais ao tamanho do animal.

Vindo provavelmente das aldeias que rodeiam o mar da China Meridional, o shar pei é uma raça inteligente, leal e alerta.

 

O shar pei possui pelagem curta e dura, sem sub-pêlo, e nunca deve ser tosado.

 

Todas as cores sólidas são aceitas para a raça, exceto o branco.

 

De porte médio, o shar pei mede de 44 à 51 cm. na altura da cernelha. É um fantástico companheiro, calmo, independente, e muito afetuoso à família.

 

As rugas sobre a cabeça e a cernelha são as características mais marcantes da raça shar pei.

A raça shih tzu foi levada para a Europa por volta de 1930, e desde então muitos exemplares foram criados com sumo cuidado por todo o continente. "shih tzu", em chinês significa leão.

 

Cachorros com aspecto leonino são muito apreciados na China, e não é diferente com esta linda raça de companhia.

 

O shih tzu é um cachorro muito ativo, atento e dócil. Seus olhos são escuros, grandes e redondos.

 

As orelhas do shih tzu também são grandes, caídas, implantadas levemente abaixo do alto da cabeça, cobertas com pelagem abundante. A cauda é de inserção alta, com franjas bem enroladas no dorso.

 

A pelagem da raça shih tzu é longa e abundante, não crespa, com bom sub-pelo.

 

O peso médio para os exemplares da raça shih tzu fica em torno dos 9 kg.

O spitz alemão é um cão compacto e ativo, com um denso e macio sub-pelo, de caráter alerta e expressão "inteligente". É alegre e amigo, sempre muito curioso.

 

O spitz alemão é extrovertido e companheiro. Gosta de companhia e está sempre muito bem humorado.

 

Não é um cão insistente, é muito tranquilo, o que o torna um grande companheiro.

 

É elegante nas pistas, e é considerado uma raça muito inteligente.

 

O spitz alemão aprende com facilidade, gosta de aprender e considera o treinamento uma grande brincadeira.

A raça tem 5 variações em relação ao tamanho: Anão (ou Lulu da Pomerânia): até 22 cm; Pequeno, até 29 cm; Médio, de 30 a 38 cm; Grande, de 42 a 50 cm; e Gigante de 50 a 60 cm.

Caçador hábil e corajoso, o staffordshire bull terrier é também muito inteligente.

 

É um cachorro que demonstra grande afetuosidade com a família, e ainda mais com as crianças. É forte, musculoso, e ao mesmo tempo ativo e ágil.

 

A pelagem da raça staffordshire bull terrier é lisa, curta e bem assentada ao corpo.

 

A cor da pelagem pode ser vermelho, fulvo, branco, preto ou azul, tigrado, ou qualquer uma dessas cores com branco.

 

O tamanho do staffordshire bull terrier varia de 35,5 a 40,5 cm, dependendo do peso do cão. Para os machos, o peso varia de 12,7 kg a 17 kg, sendo que para as fêmeas a variação fica entre os 11 kg e os 15,4 kg.

O teckel, ou dachshund, é um típico caçador de toca. Dotado de um olfato finíssimo, que lhe permite seguir a mais tênue das pistas, costuma alcançar a toca e penetrar arrojadamente nela, atacando o adversário que se escondeu.

 

O teckel é também um bom sabujo, capaz de atacar animais de caça grossa, aos quais, muitas vezes, consegue entreter até a chegada do caçador, o que é difícil de crer dado as suas dimensões, mas como ocorre muitas vezes, também com os cães, as aparências enganam.

 

É um cachorro curto de membros, alongado, de aspecto vigoroso e sólida musculatura.

 

Apresenta uma posição ativa da cabeça e expressão inteligente.

 

Apesar da desproporção entre o corpo longo, e o seus membros curtos, não parece carente de graça, pesado ou de movimentos limitados.

 

Seus olhos do dachshund tem tamanho médio, cor escura, são ovalados, situados lateralmente, com expressão vivaz, energética e bondosa, sem olhar fixo. Sua mordedura deve ser em pinça ou tesoura.

 

Existem 3 tipos de pelagem a saber: pêlo curto, pêlo duro e pêlo longo.

 

Os tamanhos permitidos para o teckel também são 3: normal (até 9 kg.), Anão (com circunferência torácica máxima de 35 cm. aos 15 meses), e Kaninchen (com circunferência torácica máxima de 30 cm. aos 15 meses).

O terrier brasileiro é um típico terrier, de excelente estrutura, sem ser pesado. Seu tamanho é médio, é forte e musculoso.

 

É um cachorro ágil e rápido, agitado e sempre em alerta.

 

É cauteloso com estranhos, mas é muito dócil e carinhoso com os familiares.

 

Um excelente caçador de pequenas presas e um ótimo guarda, o terrier brasileiro (também conhecido como fox paulistinha) tem pelagem curta e lisa, e a cor é branca, com marcações em preto, marrom ou azul.

 

A altura dos exemplares da raça terrier brasileiro pode variar entre os 37 e os 40 cm. para os machos, e de 33 à 37 cm., para as fêmeas, medidos sempre na altura da cernelha. O peso máximo para o terrier brasileiro é de 10 kg.

A raça yorkshire terrier é considerada por muitos um verdadeiro fenômeno. Foi obtida através de cruzamentos entre outros terriers.

 

A nova raça chamou a atenção de criadores que, por uma rigorosa seleção, obtiveram exemplares espetaculares.

 

Hoje em dia, seus admiradores estão em todo o mundo, e o yorkshire terrier é um dos preferidos como cão de companhia.

 

Tem o aspecto de um "toy terrier" de pêlo longo. É muito enxuto, delicado, de porte erguido e ar imponente.

 

A linha geral do yorkshire terrier dá a impressão de um corpo vigoroso e bem proporcionado. Seu peso não ultrapassa os 3,5 kg.

 

Os olhos do yorkshire são um pouco escuros e cintilantes, de tamanho médio e expressão agudamente inteligente. As orelhas são pequenas, em forma de "V".

 

A cauda é cortada, levada um pouco mais alta que o nível do dorso.

 

A pelagem do corpo do yorkshire terrier é moderadamente longa e perfeitamente lisa, brilhante e sedosa.

 

 

Fonte: www.guiaderacas.com.br

 

 

 

 

 

Rua Fernão Dias, 1281 | Vila Adileta, Assis - SP | 18 3323-4355 / 3323-8048 / 9705-7964

© Cia das Patas - Pet Shop e Clínica Veterinária

Desenvolvimento: Key Webmarketing